Categoria: Foi notícia

Ralfi senador

O vereador Ralfi Silva (PTN) já anda afirmando que vai mesmo sair candidato ano que vem. Existem duas possibilidades para ele. A primeira seria sair candidato a deputado estadual numa dobrada com a deputada federal Renata Abreu. Outra hipótese, também viável, é a candidatura ao senado. “Estou analisando, mas é provável que meu partido apoie minha candidatura ao senado.  Neste caso eu seria o mais jovem candidato do estado de São Paulo, e talvez, também,  em nível de Brasil”.

Fonte: http://correiopaulista.com/2013/em-off-90/

Para proteger animais, vereador quer proibir fogos de artifício barulhentos em Osasco

O vereador Ralfi Silva (PTN) apresentou um projeto para proibir a utilização de fogos de artifício sonoros em Osasco.

A justificativa é de que o produto prejudica os animais. Veterinários afirmam que o material irrita o ouvido e pode causar estresse e até convulsão nos bichanos.

Ralfi declarou que a iniciativa já “deu certo em outras cidades”.

Morte  

Na tribuna, Ralfi relatou o episódio de um cão que se cortou ao se desesperar e tentar fugir durante uma queima de fogos.

Pelé da Cândida (PSC) demonstrou apoio ao projeto de Ralfi e disse que já perdeu um cão por causa do barulho dos fogos de artifício.

“Tive um cachorro enforcado por causa dos fogos. Ele se desesperou, tentou pular um muro e não conseguiu, ficou preso”.

 

Fonte: http://www.visaooeste.com.br/para-proteger-animais-vereador-quer-proibir-fogos-de-artificio-barulhentos-em-osasco/

Osasco receberá R$ 100 milhões em investimentos no saneamento básico

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, esteve na Sede da SABESP (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo), para solicitar melhorias e investimentos para a cidade. Em reunião com o presidente, Jerson Kelman, ficou acordado que a Companhia investirá cerca de R$ 100 milhões em Osasco, esse ano.

A pauta de reivindicações tratou assuntos como a revisão do contrato que rege os serviços prestados pela Sabesp ao município, bem como o ajuste dos projetos de revitalização do Rochdale e do Jd. Santa Rita, que estão em andamento na cidade. “A relação com a Sabesp tem que ser estreita e essa reunião mostrou que vai ser assim. Saímos daqui com ótimas notícias para Osasco”, disse o prefeito.

Uma das notícias a que Lins se refere é o lançamento do programa “Córrego Limpo”, que acontecerá no dia 19 de fevereiro e fará parte, entre outras ações, do calendário de comemoração do aniversário da cidade. O programa terá como foco a despoluição do córrego Bussocaba. “O [córrego] Bussocaba corta o centro da cidade e depois de limpo, será nosso cartão postal. É uma alegria imensa saber que em poucos meses, esse emblemático rio, que nasce na nossa cidade, no Parque Chico Mendes, estará despoluído. Osasco merece esse presente”, completou.

Fonte: http://jornalmetropole.com.br/new/osasco-recebera-r-100-milhoes-em-investimentos-no-saneamento-basico/

Ralfi quer abater IPTU de quem transferir veículo para Osasco

Projeto semelhante foi implantado em Parnaíba com boa adesão dos moradores
Por Leonardo Abrantes
Osasco

RalfiVereador de Osasco, Ralfi Silva (PTN) deve apresentar à Câmara Municipal, nos próximos dias, projeto de lei para incentivar a transferência de veículos para a cidade e, com isso, aumentar a arrecadação da prefeitura com o IPVA. Embora estadual, parte do IPVA é repassado aos municípios. Proposta semelhante a de Ralfi foi criada em Santana de Parnaíba e ajudou a administração a engordar os cofres públicos. De acordo com o projeto, os moradores de Osasco que transferirem seus veículos para a cidade, poderão abater integralmente as taxas de transferência no IPTU do ano seguinte. “Santana de Parnaíba sofria muito, porque as pessoas mudavam para Alphaville, utilizavam a malha viária da cidade e não recolhiam o IPVA lá. E aqui nós temos vários empreendimentos novos em que as pessoas estão mudando para Osasco, o trânsito está difícil, a gente sabe disso, e isso não está gerando receita para o nosso município”, explicou Ralfi. Segundo o vereador, não há risco de a proposta ser vetada por inconstitucionalidade. “Não estou gerando custo, mas sim receita. Serão no máximo veículos com 10 anos de uso e um veículo desses recolhe mais de R$1 mil por ano. Vou gerar arrecadação e não despesa”, afirmou.

fonte: http://webdiario.com.br/noticia/12690/ralfi-quer-abater-iptu-de-quem-transferir-vei

Ralfi nem assumiu e quer voos mais altos.

Vereador eleito ainda não tomou posse mas já pensa em disputa a deputado estadual

 Com a garantia de ter sido eleito vereador em Osasco com 3.088 votos, Ralfi (PTN) não descarta a possibilidade de disputar nova eleição. Ele é cotado para entrar no páreo para deputado estadual já em 2018. Questionado sobre o assunto, ele se colocou à disposição da legenda e, se necessário, trabalhará por essa nova meta.

“Eu vim com intuito de fazer uma carreira política, e a gente tem que trabalhar por um crescimento. Não sei se agora ou pra depois. Nessa questão me coloco como mais um soldado do partido. Se houver espaço e for o momento, não tem problema algum de disputar ou não”, revelou em depoimento ao Diário da Região.

 

Fonte: http://webdiario.com.br/noticia/ralfi-nem-assumiu-e-quer-voos-mais-altos

Vereador Eleito Ralfi Silva é entrevistado pelo Jornal Diário da Região.

Para vereador eleito, Rogério Lins não encontrará oposição ferrenha na Câmara

Maximiliano Soriani e Leonardo Abrantes (maximiliano@webdiario.com.br)
Eleito vereador de Osasco com 3.088 votos, Ralfi Silva (PTN) é considerado o parlamentar mais jovem da próxima legislatura. Ao avaliar a composição de legisladores que vão integrar a Câmara Municipal a partir de janeiro do ano que vem, Ralfi aposta que o prefeito eleito Rogério Lins (PTN) não vai se deparar com oposição ferrenha se comparado com a que o atual Jorge Lapas (PDT) encontra atualmente.
“O PT está fora da Câmara, então, se estivesse, a possibilidade de ter uma oposição seria real e concreta”, dispara.
Contudo, dos vereadores eleitos em outubro, apenas nove dos 21 integram siglas que apoiaram Rogério no pleito. Esse número passa para oito se considerarmos que Didi (PSDB) decidiu apoiar Lapas. Porém, Ralfi acredita na capacidade de articulação do próximo prefeito.
O exemplo fica por conta dos dois vereadores eleitos pelo PDT. “O Alex da Academia tem bom relacionamento com o Rogério, não tem nenhum problema. A Régia não é má pessoa, foi secretária de Educação por muito tempo, então, pensa o bem do município. Mas a gente vai respeitar se ficarem na oposição, é democracia”, comentou. Da atual legislatura, Ralfi enfatiza que uma das mudanças necessárias é o velho hábito de não haver a Ordem do Dia, período o qual são debatidos e votados os projetos. O petenista evita entrar no mérito do porquê a Câmara osasquense adotou tal postura, mas reforça a necessidade de rever a situação. “É um pecado que não tenha a Ordem do Dia, mas vou lutar para que tenha na próxima legislatura”, finaliza.
“Sucessão na Câmara ainda é prematura”
“Fui procurado por três possíveis candidatos à presidência da Câmara, conversei com todo respeito e, como tenho familiares que já foram políticos, vou ouvi-los, mas ainda não é o momento de discutir isso, está muito longe para pensar em eventual eleição da Câmara”, despistou o vereador eleito Ralfi Silva (PTN).

“Só o PT seria oposição”, diz Ralfi Silva (PTN)

Para vereador eleito, Rogério Lins não encontrará oposição ferrenha na Câmara

Por Maximiliano Soriani
Osasco
(maximiliano@webdiario.com.br)

Eleito vereador de Osasco com 3.088 votos, Ralfi Silva (PTN) é considerado o parlamentar mais jovem da próxima legislatura. Ao avaliar a composição de legisladores que vão integrar a Câmara Municipal a partir de janeiro do ano que vem, Ralfi aposta que o prefeito eleito Rogério Lins (PTN) não vai se deparar com oposição ferrenha se comparado com a que o atual Jorge Lapas (PDT) encontra atualmente.

“O PT está fora da Câmara, então, se estivesse, a possibilidade de ter uma oposição seria real e concreta”, dispara.

Contudo, dos vereadores eleitos em outubro, apenas nove dos 21 integram siglas que apoiaram Rogério no pleito. Esse número passa para oito se considerarmos que Didi (PSDB) decidiu apoiar Lapas. Porém, Ralfi acredita na capacidade de articulação do próximo prefeito.

O exemplo fica por conta dos dois vereadores eleitos pelo PDT. “O Alex da Academia tem bom relacionamento com o Rogério, não tem nenhum problema. A Régia não é má pessoa, foi secretária de Educação por muito tempo, então, pensa o bem do município. Mas a gente vai respeitar se ficarem na oposição, é democracia”, comentou.
Da atual legislatura, Ralfi enfatiza que uma das mudanças necessárias é o velho hábito de não haver a Ordem do Dia, período o qual são debatidos e votados os projetos. O petenista evita entrar no mérito do porquê a Câmara osasquense adotou tal postura, mas reforça a necessidade de rever a situação. “É um pecado que não tenha a Ordem do Dia, mas vou lutar para que tenha na próxima legislatura”, finaliza.

“Sucessão na Câmara ainda é prematura”

“Fui procurado por três possíveis candidatos à presidência da Câmara, conversei com todo respeito e, como tenho familiares que já foram políticos, vou ouvi-los, mas ainda não é o momento de discutir isso, está muito longe para pensar em eventual eleição da Câmara”, despistou o vereador eleito Ralfi Silva (PTN).

Scroll to top
Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0